7933024075

Av. Francisco Porto, 327 - Jardins, Aracaju - SE, 49025-230, Brasil

©2019 by Vida Clínica de estética Avançada.

 
Buscar
  • Blog Vida Estética

Odontologia estética: 3 técnicas para melhorar a harmonização facial

No último dia 12, o influencer Carlinhos Maia mostrou ao seu público o resultado do procedimento "Harmonização Facial" em suas redes sociais. Desde então, a corrida aos consultórios tem aumentado surpreendentemente. Confira algumas técnicas de harmonização facial.



Qualidade de vida está relacionada com a forma como nos autocuidamos; alimentação, exercícios físicos, controle do estresse e ansiedade, e a diminuição de vícios (bebidas alcoólicas e fumo) são as peças fundamentais desse quebra-cabeça que chamamos de vida. E você já parou para pensar que muitas dessas coisas primeiro passam por nossas bocas?

A ausência de um único elemento dentário desalinha toda a arcada afetando músculos e estética facial, e para conseguirmos absorver os nutrientes dos alimentos temos de mastigar bem, mas precisamos estar com os dentes corretamente reabilitados.

Pessoas com comprometimento muscular tendem a sentir dor, que acaba gerando estresse e aumento do uso de medicamentos. Usuários de álcool e fumo aumentam a predisposição ao câncer, principalmente o bucal. O bom desempenho físico se dá através de uma correta alimentação, então saúde oral e corporal estão 100% interligadas.

Junto de uma boa qualidade de vida as pessoas querem aparência mais jovem, e hoje a odontologia é a especialidade conjunta à Dermatologia e a Cirurgia Plástica, responsáveis pelo rejuvenescimento facial. O dentista capacitado para harmonizar a face pode ir muito além do tratamento dentário. Esse pode atuar e oferecer ao seu paciente o uso de botox, aplicação de ácido hialurônico e bichectomia.




A Toxina Botulínica, famoso Botox®, conhecida por disfarçar rugas de expressão e flacidez no rosto, é utilizada também no tratamento odontológico para a resolução dos casos de sorriso gengival, tratamento do bruxismo e dores de cabeça de origem odontológica, dentre outros, pois age paralisando o músculo, devolvendo-lhe o estado de normalidade.  O procedimento é seguro e não há nenhum comprometimento motor da boca. É um tratamento simples, eficiente, feito em dez minutos com agulha fina e com alto grau de satisfação.

Para o bruxismo, por exemplo, a toxina botulínica ajuda os pacientes que rangem ou apertam os dentes. A substância é aplicada de cada lado da face, nos principais músculos da mastigação para fazê-los perder a força excessiva. É um tratamento que vem apresentando resultados incríveis, ideal para quem não quer mais dormir com a placa protetora nos dentes. O tratamento também é usado para casos de disfunção de ATM e dor orofacial.

Pacientes que ao sorrirem mostram a gengiva em excesso - chamado sorriso gengival - podem se livrar da cirurgia nos casos em que a distância do lábio até a gengiva não exceda três milímetros. Uma pequena aplicação no músculo interno do buço, responsável por tracionar o lábio superior para cima, impede que ele suba, expondo menos a gengiva. A melhora do quadro é notória e não há perda de sensibilidade no lábio superior, nem a sensação de face paralisada. Assim, como acontece quando usado para fins estéticos, pela Medicina, a toxina botulínica na odontologia também tem duração de seis meses e precisa ser reaplicado para continuidade do bom resultado.




 A Bichectomia é o nome dado a cirurgia para remoção da Bola de Bichat, uma estrutura gordurosa presente na região da bochecha. Quando aumentada, essa gordura pode alterar o formato do rosto, deixando-o arredondado. Esse procedimento é feito sob anestesia local, com ou sem sedação. A incisão é por dentro da boca, sem cicatrizes aparentes, e o procedimento dura em torno de 40min. O processo de recuperação é muito semelhante a extração de um dente do siso. Após a remoção, a Bola de Bichat não volta mais. Caso o indivíduo engorde irá ter aumento da gordura facial em outras regiões, mas não está associada a Bola de Bichat. No caso daqueles que emagrecem a bola de bichat também não diminui, pois é a última gordura a ser consumida pelo organismo.

A cirurgia pode ser realizada após os 16-18 anos (com consentimento dos pais). Como é um procedimento de rejuvenescimento facial, pacientes com mais de 45-50 anos também tem o benefício de alcançar uma aparência mais jovial.



O ácido hialurônico preenche rugas  e sulcos , além de melhorar o contorno facial. Pode também ser utilizado para aumentar o volume dos lábios e realçar o seu contorno. O lábio fica hidratado e sua duração é em média de um ano. Um outro fator ocorrente é que o ácido ajuda a prevenir a integridade das fibras de colágeno - proteína essencial na manutenção da elasticidade da pele.


Matéria: Dra. Sulingue Casagrande Visentin/ CRO-SC 7412


35 visualizações